A dor de Perder um Filho





Como é a dor de perder um filho?

Se pudesse explicar diria que:
É a dor de um vazio que se abre
É sentir um pedaço do coração faltar
É olhar para o horizonte e vê-lo triste
É olhar pra trás e viver de recordações,
De belas lembranças e sentir
As lágrimas rolar pelos olhos
Como uma torneira aberta 
E não ter como fecha-la.
É sentir um nó se fazer na garganta 
E que fica a sufocar...
É ter milhões de motivos 
Para continuar a viver
Mas nenhum deles ser suficientes
Para nos levantar.
É sorrir, é entender, 
Mas não conseguir aceitar.




Para suportar a dor de perder um filho


É viver pela Fé

É não fazer perguntas para Deus
Não exigir suas respostas.
E ver através de acontecimentos
A presença do filho vivo...
É viver em oração constante
Quando a dor da saudade apertar.
É solidarizar com aqueles 
Vivem a mesma dor 
Procurando através deles se confortar.

É reaprender viver novamente
De uma maneira diferente 
Onde a alegria é temporária 
E o vazio é constante
Principalmente nos momentos
Em que a família se reúne 
Em datas comemorativas, festivas,
Mas, é manter a paz 
Pois mesmo na dor
Sente a presença do filho
Nos confortar.


Autor: Ataíde Lemos

23 comentários:

  1. Cara Mãe: (sim, porque continuará sempre a ser Mãe)
    Antes de mais, boa noite. Conheci neste momento a sua página de facebook e por arrasto este blog. Apresento-me como sendo hoje Mãe de 3, mas apenas com uma para beijar. Percebo a sua dor. Leio as suas palavras e o tempo anda para trás. Faz-me sentir de novo tudo o que senti há tempos atrás. O meu filho Duarte teria feito 6 anos no passado mês de Outubro. Quase todos os dias penso "como seria ele hoje?; que altura teria? seria uma criança feliz?". Morremos com eles. Grande parte de nós morre com eles. Fala na Helena... faz bem! Nunca deixe que ninguém lhe diga "esquece"! É mantendo viva a memória dela que vai aprender a lidar com a situação. Nunca vai esquecer; nunca vai ultrapassar. Acredite. Vai aprender a viver com a situação. Hoje tenho uma filha, minha Eva. Fez 3 anos em Outubro. O Duarte teria feito 6 anos dia 21 e a Eva fez 3 dia 11. Ainda hoje choro, é verdade. Vou chorar sempre! Sempre gostei muito da história do Peter Pan, por isso, quando o meu filho morreu, dei comigo a dizer a toda a gente que ele tinha partido para a Terra do Nunca, onde estão os meninos perdidos à espera que os seus Pais os vão buscar. Um dia vamos ser felizes, juntos. Até lá... sofro muito, cara Mãe. Muito! Apesar das críticas, a história ajudou-me a acreditar nisso. O que me manteve de pé foi ter um Marido exemplar, que me amparou como ninguém! Até a minha Mãe, ao fim de um mês me disse "já não é tempo de chorar". É. Será sempre que for preciso! A vida levou-me o meu filho, por isso, tenho todo o direito de chorar! Ajuda a lavar a Alma. A minha filha é todo o meu oxigénio, a minha Luz, o meu Sol! É tudo! Mas não ocupa o lugar do irmão. Ainda hoje, amo os dois com a mesma força. É para sempre. Por isso, Mãe, chore; fale da sua Helena; pense em tudo de bom que ela lhe fez. É isso que tem de lhe dar força para andar para a frente. É com isso que tem de aprender a andar para a frente. É isso que lhe vai dar força para ter mais filhos, e para se orgulhar para sempre dos ensinamentos da Helena. Força. Muita força. Você é Mulher. Você é Mãe. Você vai conseguir. E a Helena ainda se vai orgulhar da sua Mãe. Ande para a frente... a vida foi madrasta consigo? Mostre-lhe que você, com o Amor da sua filha, é superior! E nunca tenha vergonha ou se sinta mal por chorar. Você é um ser humano! Sinta. Não deixe que ninguém a julgue! Foi você que perdeu a sua filha! É você que sabe como se sente e o que lhe apetece fazer. É um direito seu! Mas, como Mãe, peço-lhe: não se deixe abater. Não deixe que o desespero da perda lhe ganhe. Vai ter períodos maus, bons... vai-lhe doer a barriga muitas vezes!!! Sinta a dor. Sinta, mas não desista de andar para a frente.
    Do fundo do meu coração, tão dorido quanto o seu, mas já com um novo alento (que o seu também terá!), desejo-lhe tudo de bom. Não desista nunca! Por si, pela sua família, por quem lhe quer bem... mas acima de tudo pela Helena.
    Marta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em primeiro lugar meus sentimentos Mamãe Marta pela dor de enterrar um filho, e meu sincero pedido que Deus abençoe a que você beija aqui na terra. Com certeza tenho aprendido com a vida que temos que seguir, inteira nunca mais, só os pedaços, mas em frente, quando fui correndo os olhos pelo seu depoimento escorriam lágrimas de cumplicidade, de entender que somente quem passou sabe o tamanho da dor, frustração...sinto-me perdida as vezes, você sabe não é fácil, mas é o que sempre digo, que sigo em frente, por ela, por meu amor por ela, é isso que me da forças de acordar de viver, sei que um dia terei outro filho, mas por enquanto ainda é muito recente, muito obrigada Marta pelo seu depoimento sincero e fortalecedor, um grande abraço e que Deus derrame uma chuva de bençãos em você e nos seus amores
      Tatiana

      Excluir
  2. Meus sentimentos às duas mamães. Vejo o depoimento de vocês, e me solidarizo com eles, com o coração apertado de saudade, pois perdi meu filho fazem 12 anos, e até hoje (quando ele estaria com 31 anos), choro a sua perda, e me vejo pedindo a Deus que me ajude a "aceitar aquilo que não pode ser modificado". Hoje tive muita saudade de meu filho...Sua presença enchia a casa de alegria. Quando chegava em casa, um raio de luz entrava junto, porque desde o portão, já vinha brincando com seu cachorro, que parecia saber a hora que iria chegar, ficando esperando por ele na garagem...Serginho era um "menino grande", em seus 1,84 m de altura, cheio de energia e alegria...Quando os filhos partem antes de nós, não obedecem a ordem natural da vida...Nós sempre esperamos partir antes...Ao contrário, nunca nos passa pela cabeça, e essa dor da perda atemporal é muito, mas muito forte...Com o tempo a gente aprende a conviver com a dor, mas ela fica recolhida em algum cantinho de nosso coração, pronta para emergir ao menor sinal de uma lembrança...Fico imaginando quantas mães não estão neste momento chorando as suas perdas? Só nos resta "matar um leãozinho por dia", e seguir em frente, pois, com certeza, outras pessoas dependem de nós, de nossa capacidade de dar equilíbrio a família...Minha filha é meu tesouro, minha razão de seguir em frente, mas jamais substituirá meu filho, pois um filho nunca substitui outro...Meu marido sofre a mesma dor minha, e vamos nos apoiando na vida...Que Deus dê forças à vocês...melhor, a nós. Um beijo no coração de cada mãe...Curtam seus filhos o quanto puderem, pois o tempo passa rapidamente...
    Angela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Angela em primeiro lugar meus sentimentos pelo seu filho, minha mãe também perdeu minha irmã em um acidente de carro, ela tinha 21 anos, já fazem 23 anos e minha mãe disse que jamais aceitou ou se recuperou. Eu convivo com essa dor faz um ano somente mas não lembro mais como era viver sem te-la dentro de minha alma. É uma coisa que não sabemos explicar como conseguimos viver assim, mas como você disse, pela família, pelo marido, pelos pais, vamos seguindo. Só posso desejar que o Serginho tenha muita luz onde estiver e que ele continue feliz lá como foi ao seu lado. Abraços carinhos Tatiana- mamãe da Helena

      Excluir
  3. Boa tarde, Mães de anjo! è assim que eu me chamo! Pedro virou um anjo faz 14 dias, não sei explicar o que sinto, nem explicar o que eu quero fazer. Mais confio em Deus e sei que tudo já esta dando certo. Verenice Elisa. pazvere@hotmail.com

    ResponderExcluir
  4. Boa noite,meu nome e VALERIA,tbm sou mae de um anjo chamado MURILLO que aos 10aninhos foi morar com papai do ceu, enos deixou,dia 06 de abril de 2013,ele partiu pra nova morada...Minha vida acabou...tento amenizar a dor,voltei a trabalhar ,faço terapia,mais nada adianta..estou sem paciencia e meu humor tem se alterado muito....tenho o RAPHAEL de 23 anos e MATHEUS de 18 anos.,,eu tenho 42 anos...mais minha vida ..nada tem mais graça,...Murillo era meu companheiro,meu amigo,me esperava chegar do trabalho todos os dias,e eu sempre cansada,as vzs nem tinha muita paciencia,,,,DEUS como me arrependo disto,minha psicologa disse q nao posso me culpar de nada..mais msm assim eu nao me conformo....Murillo era esperto,apesar de ter um atraso ....ele desde os 4 meses de idade,começoub a ter crises convulsivas de dificil controle,devido a tantas crises,este atraso mental afetou;;;;;fazia nataçao,ele amava,deus q saudades do meu filho....passo meus dias me ocupando,mais quando paro ,venho pra internet aki msm no trabalho,e fico lendo os depoimentos das maes,apesar da dor de todas,me conforto mais,,,,meu murillinho tomava remedios controlados,tinha uma vida dificil,qualidade de vida ruim,era acompanhado lelo neuro dele,mais nada adiantava ..as crises continuavam....ele se foi por uma grande pneumonia,ficou entubado,,,,deus nao quero mais falar.....as vzs as lagriminhas dele escorriam....quando me lembro disto,começo a chorar como agora.....desculpe mais...muito dificil viver sem meu filhinho,agora nao tenho mais meu amigo me esperando chegar do trabalho.....nunca mais serei a msm,,,acabou pra mim,e eu peço a deus que me aguarde,pois queria tanto poder abraçar meu filho.....saudades,,saudades,entre em contato comigo.preciso muito de palavras de conforto...obrigada valeria santos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Querida compartilhamos da mesma dor, perdi meu anjinho de 1 ano e 9 meses, ele era saudável e partiu por uma fatalidade dia 30 de dezembro de 2013. Morro um pouco a cada dia, é triste demais e só quem passa por isto para saber...Não é dor porque dor se medica...e para oque sentimos não tem remédio...Minha alma sangra, tenho mais 3 filhos de 15 que esta passando por um momento de extrema rebeldia a alguns meses e uma menina de 9 e um menino de 7 que dizem o tempo todo que me amam, e não querem me ver chorar, oque é inevitável, as lágrimas jorram desenfreadas...A saudade do abraço, do beijo, do cheiro...Da vozinha suave chamando a mamãe...Aff! Fui condenada a morrer em vida...Se quiser me add no face Marcia Simon Diel

      Excluir
  5. Minha querida... me emocionei muito ao ler seus posts, eu também sou uma "mamãe de colo vazio" (li essa definição hoje)... Perdi o meu bebezinho há exatamente um mês, ele faleceu um dia antes do parto, e infelizmente nós só soubemos na hora do parto. Eu me lembro que entrei para a sala de parto reluzente de alegria, sorrindo, brincando, separei a roupinha que ele iria vestir, estava tão ansiosa para o nosso encontro...mas não pude ouvir o choro dele. Meu Deus! é tão grande essa dor que as vezes até penso que não vou conseguir. e lendo suas mensagens, suas emoções, é como se eu estivesse lendo um desabafo meu. Confesso que senti uma enorme vontade de poder te abraçar, não para te consolar, pois eu ainda sou só cacos, mas para chorarmos juntos por nossos anjinhos. Mas vamos crer no amanhã amiga, Deus nos fará felizes, Ele enxugará dos nossos olhos todas as lágrimas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu Deus como tdo isso é doído. . To aqui chorando c om mta dor no coração. . Perdi dois filhos a primeira Livia chegou até os 5 meses na minha barriga e não sei porque seu coraçãozinho parou de bater.. não esqueço de seus traços tão linda tao pequeninha.. Estava tao feliz.. tdo já estava quase praticamente pronto a sua espera.. Ela teria agora dois meses.. Agora tentei de novo engravidar e de novo perdi outro bebe q se foi as 11 semanas de gravidez.. Sempre fui mto forte.. mais confesso q estou desacreditando de tudo e de todos..

      Excluir
  6. Boa noite maizinhas querida, me chamo ana lucia tb sou mãe de um lindo anjo que papai do céu guardou no dia 05/02/2013,com 21 anos, lindo cheios de projetos, realizando sonhos, hj o que e faz acordar e a fé de que um dia iremos nos encontrar. Meu leandro passou o dia mto bem feliz comigo, às 22hrs teve um AVC hemorragico e foi fatal, fui feliz ate esse dia digo que so continuo a viver prq tenho um marido mto bom e outro filho de 17 anos, que precisam de mim, mas a dor e irreparavel e desesperadora uma saudade infinita, não sinto prazer de viver so Deus pode restaurar nossos dias, que Deus amenize nossa dor. um forte abraço para todas as mães que a esta hr sofre esta mesma dor.

    ResponderExcluir
  7. Boa noite maizinhas querida, me chamo ana lucia tb sou mãe de um lindo anjo que papai do céu guardou no dia 05/02/2013,com 21 anos, lindo cheios de projetos, realizando sonhos, hj o que e faz acordar e a fé de que um dia iremos nos encontrar. Meu leandro passou o dia mto bem feliz comigo, às 22hrs teve um AVC hemorragico e foi fatal, fui feliz ate esse dia digo que so continuo a viver prq tenho um marido mto bom e outro filho de 17 anos, que precisam de mim, mas a dor e irreparavel e desesperadora uma saudade infinita, não sinto prazer de viver so Deus pode restaurar nossos dias, que Deus amenize nossa dor. um forte abraço para todas as mães que a esta hr sofre esta mesma dor.

    ResponderExcluir
  8. Boa noite maizinhas querida, me chamo ana lucia tb sou mãe de um lindo anjo que papai do céu guardou no dia 05/02/2013,com 21 anos, lindo cheios de projetos, realizando sonhos, hj o que e faz acordar e a fé de que um dia iremos nos encontrar. Meu leandro passou o dia mto bem feliz comigo, às 22hrs teve um AVC hemorragico e foi fatal, fui feliz ate esse dia digo que so continuo a viver prq tenho um marido mto bom e outro filho de 17 anos, que precisam de mim, mas a dor e irreparavel e desesperadora uma saudade infinita, não sinto prazer de viver so Deus pode restaurar nossos dias, que Deus amenize nossa dor. um forte abraço para todas as mães que a esta hr sofre esta mesma dor.

    ResponderExcluir
  9. Boa noite maizinhas querida, me chamo ana lucia tb sou mãe de um lindo anjo que papai do céu guardou no dia 05/02/2013,com 21 anos, lindo cheios de projetos, realizando sonhos, hj o que e faz acordar e a fé de que um dia iremos nos encontrar. Meu leandro passou o dia mto bem feliz comigo, às 22hrs teve um AVC hemorragico e foi fatal, fui feliz ate esse dia digo que so continuo a viver prq tenho um marido mto bom e outro filho de 17 anos, que precisam de mim, mas a dor e irreparavel e desesperadora uma saudade infinita, não sinto prazer de viver so Deus pode restaurar nossos dias, que Deus amenize nossa dor. um forte abraço para todas as mães que a esta hr sofre esta mesma dor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana Lúcia! Entendo a sua dor, como entendo... não é fácil, dói, dói demais. Só Deus pode nos consolar e acalmar o nosso coração. Tenha fé!

      Meu blog:

      http://thaisalbuquerquememoria.blogspot.com/

      Excluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Oi, meu nome é Marina 22 anos...eu sou jovem mais sou mãe e sempre serei a mae da minha princesa SOFIA, hoje ela estaria com 1 ano e 7 meses, ela partiu com apenas 3 meses, de uma doença ainda não descoberta no pulmão entre outros problemas de saude...Tão fragil mas tão guerreira e persistente, ela lutou ate o ultimo dia, teve 4 paradas cardiacas e não desistiu, mas a 5 foi mais forte e levou minha pequena, nunca vo esquece do momento, dos aparelhos parando, do meu coração sentindo o pior e minha razão não querendo acreditar que tinhamos chegado ao fim.
    Só quem é mãe e ja passou por isso sabe o tamanho do buraco no peito uma dor que não si cala, que não ti deixa respirar. Tudo que agente quer nesse momento e ir junto. Ter outro filho(a), pode anesteziar um pouco a dor, mas nunca vai subistituir,Forsa pra todas mães que passam por isso. Deus sabe o que faz.

    ResponderExcluir
  12. Oi meu nome e milena e perdi o meu anjinho dia 23-03-2014 sofro todo dia toda hora fiz um enxoval que eu sepre sonhei pra ele e hoje olho e vejo que tudo acabou vivo pensando nele nao consigo aceitar a perca quando ele nasceu nao chorou e quando veio para o meus braços ficou como se tivesse gemendo chamei os medicos mais so chegaram quando ele quase nao respirava ele passou 5 hrs vivo. Mim sentir uma impotente vendo meu filho morrer na minha frente e nao poder fazer nada ele nasceu enorme 4kilos 355gramas e 56 centimetros lindo meu bebê sofro tanto cada dia mais o tempo so faz almentar a minha dor e meu sofrimento mais sigo pedindo forças a Deus pra continuar....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá minha querida mãe, sei o que vc está sentindo, perdi o meu anjo 06/02/14, se quiser conversar meu e-mail. francebbcat@gmail.com,

      Excluir
    2. oi voce tem face book se tiver mim manda uma silicitaçao meu nome e milenah arantes. obrigado

      Excluir
  13. Olá, eu também sou mãe de um anjo e por coincidência minha filha também se chamava Helena, ela foi morar com papai do céu com apenas 42 dias de vida, isso ha dois meses. Eu não sei o que ao certo aconteceu com a sua pequena Helena, mas o que eu posso lhe dizer é que Deus sabe o que faz, eu ainda estou em crise com mim mesma, não aceitei a perda da minha pequena e por isso sofro, chroro todos os dias, é muito difícil, algo que não dar para descrever, me sinto como se o mundo não tivesse mais sentido.

    ResponderExcluir
  14. Ola, perdi meu sobrinho Rafael com 27 anos de idade, sinto como se fosse a mãe dele muita dor, quando olho a foto dele me passa pela cabeça o tamanho da dor que sinto em meu coração e fico imaginando a mãe dele minha cunhada quanta dor sente em seu coração de mãe, eu amo-a muito do fundo do meu coração, também acho que são anjo essas crianças que vão morar com papai do céu, quando se vão parece que vai um pedaço de nos junto com eles e também acho que o mundo não tem mais sentido sem a presença deles, esquecer jamais, amar sempre sem limite um amor incondicional.

    ResponderExcluir
  15. Oi. Nesse momento estou com meu coração em pedaços, triturado. Perdi dois bebês, tive duas gestacoes. Estou sem rumo, com um vazio enorme no meu coração. Sentimentos de culpa,
    incapacidade, revolta, raiva, tristeza, tudo isso e muito mais invade o meu ser.
    Não sei o que fazer...

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...