Quero alegria, por um instante...




 “E eu creio em dias azuis, cheios de paz dentro.
Com crianças correndo no parque, casais de mãos dadas à luz do sol, de uma manhã clarinha.
Acredito na força dos sentimentos bons, na energia positiva e na colheita dos sonhos, que chega sempre nas mãos de quem semeia o bem, de quem espalha pólen de luz e alegrias miúdas.”

[Cris Carvalho]



Bom tarde minha queridas amigas, estava pensando no que escrever hoje e percebi que eu queria ter um raio de felicidade neste dia, então vou contar a vocês alguns apelidos que dei a meu benzinho enquanto ela estava comigo, isso já me proporcionará alguns minutinhos de luz no coração. Quando as pessoas chegavam para mim e diziam"-Nossa que bebezinha linda"ou "como a Helena é linda"eu pensava comigo -Isso é o que eles devem dizer a todos os bebes por ai" e ficava olhando a Helena e pensando "o que acham de tão lindo nessa guria" é como já falei aqui inúmeras vezes, eu tenho os sentimentos um tanto que bagunçados mesmo, enfim, eu ficava ali olhando ela e pensando o que havia de tão lindo nela, na minha cabeça, é claro que as pessoas que diziam que ela era linda estavam fazendo só para não serem mal educadas. Sendo assim comecei a chamar ela por estranhos apelido do tipo: -minha batatinha rosa- por ela ter o rostinho redondo e rosinha -meu pintinho- por ser tão desprotegida -picurrucha Mas o apelido mais estranho ela ganhou de uma das dindas, da dinda Adri, vocês já devem ter percebido que algumas vezes aparece a expressão "zóinho de euro" a história desse apelido começa a muitos anos atrás quando eu ainda estudava, sabe aquele mico que você não quer que ninguém saiba? o que vou contar é um deles, mas é por uma boa causa. Eu estudava em colégio de freiras desde que entrei na escola até quando me formei, eu devia ter uns 10 anos e nesse colégio havia uma irmã que me chamava de "zóio de boi" pode? claro que eu odiava, isso não precisa nem falar, então um belo dia cheguei em casa chorando por causa disso e minha mãe disse -chama ela de zóio de vaca, e então eu muito bela no outro dia cheguei e disse -" e a senhora é uma zóio de vaca" e ela ainda perguntou :-quem te mandou dizer isso menina? e eu disse- minha mãe...e lembramos da história do zóio de vaca até hoje. Nos dias próximos a Helena nascer eu disse a todos que se algum dia eu ouvisse alguém dizendo que a Helena era zoiuda eu ficaria de mal para o resto da vida, quando a helena nasceu todo mundo viu que ela herdou justo o que não poderia puxar de mim, OS OLHOS, então minha irmã Adriana o primeiro dia que foi ver a Helena no hospital disse: A Helena tem os olhos como os teus, vem cá com a tia minha...quando ela foi dizer zoiudinha ou algo assim ela lembrou do que eu tinha falado, então disse: -minha zóinho de euro, (o Euro é uma moeda bem grandinha) e assim que a Adri chama ela até hoje...Zoinho de Euro A tia Is chama de "nossa princesinha" a tia Ale de "alemoazinha, pitinininha, pocononinha e outros apelidos difíceis de soletrar" a vó Ilse chama de Guriazinha e o vozinho também a tia Flá chama de pikepuxinha da dinda e o papai chamava de alemoazinha do pai, fofucha e um monte de coisinhas que iriam fazer ela ser uma das bebês mais manhosas e baldosas que conheço. Hoje quando a chamamos ninguém da minha família ou de nossas relações chama de "finada Helena" até um dia desses ouvi essa expressão e fiquei muito triste, nós ainda a chamamos por apelidos carinhos porque o "finado" é somente seu corpo, sua alma está no céu e sua presença vive aqui dentro de cada um de nós, em forma de amor e saudade.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...