Sacrificaria minha vida pela sua!


Não tenho vergonha nem pudor de lhes contar que me ausentei por uma angústia, medo, vazio, sei lá...Na verdade nem sei bem, me ausentei por esses dias para sair um pouco de casa, da rotina, casa- blog.
Precisava de um tempo!
Esses dias me sinto mais deslocada, fora, não sei como, parece que vivo a vida de outra pessoa.
Para amanhecer hoje sonhei que a tinha morta nos braços como no dia em que tudo aconteceu, vi a boquinha dela, a cor dela, tudo o que me marcou naquele dia, e quando olhei para ela, ela respirou fraca, mas respirou; senti como se fosse de verdade sabe como é aqueles sonhos que você sente o que passou? Então uma mulher chegou e me disse que para poder pegá-la novamente, eu teria que ir em um lugar muito longe e passar por muita coisa.
No íntimo sabia que era quase que impossível eu conseguir chegar lá, mas sem pensar por um minuto fui. Lembro que era um lugar sombrio de muito peso sabe, que você sente na alma, lembro que tinha uma ponte ou escada, toda estragada e sem degraus. Seria muito difícil de percorrer, interiormente sabia que não chegaria ao outro lado, mas na minha cabeça aparecia a imagem da Helena respirando difícil e precisando de mim.
Tomei fôlego e como um leão pronto para a batalha, entrei na ponte, e então me acordei com aquela sensação de salvá-la, com a sensação que era possível retornar, que era possível tê-la de volta...pena que foi tudo um sonho.
Ah, se fosse real, enfrentaria e perderia tudo por ela, tenho certeza; mas não há mais o que ser feito.
Meu dia começou com essa angústia, essa viagem triste que depois e aos poucos se dissipou.
O dia foi muito bom em vista de tudo.
Me perdoem a ausência, nem eu sem bem porque não consigo parar, quanto mais tenho o que fazer, mais acho o que fazer...quem sabe daqui uns dias passa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...